•  
  • Betrifft

    Olympische Spiele

    Kommentar
    Mal schauen, ob das hier jemanden interessieren könnte. Ich will hier nicht sportliche Ergebnisse in den Vordergrund stellen, sondern Nebenschauplätze, eure Eindrücke, Stimmungen festhalten.

    Ich fange damit an:
    Gestern starb im Alter von 93 Jahren einer der berühmtesten und besten "Schönheitschirurgen" der Welt: Ivo Pitanguy. Vorgestern noch trug er ein kurzes Stück die olympische Fackel. Er war nicht nur Schönheitschirurg, sondern Spezialist für Brandopfer und andere schreckliche Verunstaltungen. Die von ihm erfundenen Operationsmethoden und chirurgischen Geräte werden in der ganzen Welt angewandt.

    Er hat nicht nur die Damen der allerfeinsten Gesellschaft weltweit zur Schönheit verholfen (Farah Diba,u.a), sondern operierte nebenbei in der Santa Casa da Misericórdia in Rio KOSTENLOS mittellose verunstaltete Unfall- oder Brandopfer.

    Er war es, der Nikki Lauda nach seinem schrecklichen Unfall behandelt hat und ihm ein Gesicht wieder gegeben hat.

    Nebenbei schrieb er Gedichte und Prosa und war Mitglied in der Academia Brasileira de Letras...

    Alles in allem, ein großartiger Mann! RIP, Pitanguy!

    VerfasserCARIOCA (324416) 07 Aug. 16, 14:15
    Kommentar
    Das olympische Feuer wurde durch die Spiegelungen dieses Kunstwerks von Anthony Howe in ein Feuerwerk verwandelt!

    siehe auch


    Mehr zu diesem Künstler




    #1VerfasserCARIOCA (324416) 07 Aug. 16, 14:20
    Kommentar
    Wer erinnert sich an diesen berühmten Vorfall in Athen 2004 mit Vanderlei Cordeiro de Lima?
    Beim Marathonlauf der Olympischen Spiele 2004 in Athen wurde er durch einen spektakulären Zwischenfall weltbekannt. Dort setzte er sich schon bei km 20 vom Rest des Feldes ab und hatte zwischenzeitlich einen Vorsprung von anderthalb Minuten auf das Verfolgerfeld. Fünf Kilometer vor dem Ziel war der Vorsprung auf gut eine halbe Minute geschrumpft, als De Lima von Cornelius Horan, der aus der Zuschauermenge sprang, von der Straße gezerrt wurde. Der Brasilianer verlor wegen dieses Zwischenfalls etwa 20 Sekunden, kam aus dem Rhythmus und wurde kurz darauf von Stefano Baldini und Mebrahtom Keflezighi überholt. De Lima hielt jedoch durch und konnte bis ins Ziel den Bronzerang verteidigen.

    Er durfte das Olympische Feuer vorgestern anzünden! Eine verdiente Ehre, meine ich!

    #2VerfasserCARIOCA (324416) 07 Aug. 16, 14:23
    Kommentar
    #3VerfasserCARIOCA (324416) 07 Aug. 16, 16:21
    Kommentar
    Siehst Du denn irgendetwas davon in echt, Carioca ? Oder machst Du es wie wir anderen alle und schaust Dir das im Fernsehen oder im Internet an ?
    #4Verfasserno me bré (700807) 07 Aug. 16, 21:21
    Kommentar
    Das letzte Bild hat mein Bruder geschossen, als das Rennen vor seiner Haustüre war! Ich wohne am Fuss dieser steilen Straße und musste gestern 30 Min. warten bis ich sie überqueren durfte, um zu Fuß zum Supermarkt zu gelangen. Die Biker fuhren immer wieder vorbei, auch Begleitwagen mit Ersatzrädern und dem ganzen Pipapo. Ich glaube, sie mussten 230 km machen! Die Frauen heute etwas weniger, 180 km oder so, aber im Grunde fast die gleiche Strecke. Das hat einen Riesenverkehrsstau verursacht und ich bin zu spät zu einer Einladung angekommen...
    Lieber schaue ich mir das im Fernseher an...




    #5VerfasserCARIOCA (324416) 08 Aug. 16, 05:22
    Kommentar
    A terceira* invasão francesa... ;-D

    Na noite passada, ao voltar do cinema, meu ônibus foi invadido pela França! De repente, vinte (ou mais) franceses entraram. Os mais jovens pareciam ser atletas, estavam de uniforme.Todos muito gentis e alegres.O senhor que estava sentado ao meu lado era bem mais velho. Nós conversamos toda a viagem, até eu sair ônibus... Muito simpáticos!


    *Primeira: em 1555 no Rio de Janeiro, por Villegaignon, segunda: em 1615, no Maranhão
    #6VerfasserCARIOCA (324416) 15 Aug. 16, 16:11
    Kommentar
    Reproduzo aqui um comentário do excelente blogueiro Mentor Neto que li no Facebook e que esclarece a situação dos atletas olímpicos brasileiros, quase todos militares. Mas não são soldados de verdade... Foram patrocinados pelas Forças Armadas e levaram de quebra uma patente de sargento.

    "Quem tem acompanhado os pódios brasileiros nas Olimpíadas deve estar surpreso com imagens como essas que ilustram o post.
    Faz lembrar a URSS ou a Korea do Norte.
    Atletas prestando continência para o nosso hino e bandeira, militares que são.
    De todos os medalhistas brasileiros destas Olimpíadas, só Diego Hipólito não é militar.
    A direita pira.
    Elogia o mérito da disciplina militar, olha só que exemplo!
    Portanto, acho que vale esclarecer.
    As Forças Armadas realmente têm participação ativa na performance destes atletas.
    Mas não é na disciplina ou a vida nos quartéis que levou a esses resultados, não se deixem enganar.
    Estes atletas são sargentos, mas não estão submetidos à rotina dos quartéis.
    Ocorre que o através do programa Atletas de Alto Rendimento, recebem das Forças Armadas um salário de 3 mil reais por mês e uma patente de brinde.
    Ninguém ali é militar de verdade.
    São atletas full time.
    Poderiam até treinar nos quartéis, mas exatamente por suas performances, treinam em clubes ou até fora do Brasil.
    Veja, não estou tentando desvalorizar o patrocínio das Forças Armadas.
    A atitude é digna de méritos.
    Dinheiro muito bem aplicado.
    São apenas 20 milhões por ano para receber em troca ouro, prata e bronze.
    Apenas não se deixe iludir.
    O que dá medalhas não é caserna. É investimento.
    (fotos chupadas do Helinho Saboya)
    Tradução simultânea:
    Cara...eu escrevo muito mal.
    Os comentários são a prova disso.
    Vamos lá.
    Me permmitam desenhar:
    Eu NÃO DISSE que um atleta bater continência no pódio é um mal ou um problema, disse?
    Eu disse que a imagem de atletas batendo continência, POR NÃO SER USUAL, pode lembrar Estados totalitários.
    EVENTUALMENTE isso faz com que, dado o contexto histórico do país, alguns que se identificam mais com a Direita possam se seduzir com a ideia de que os militares seriam a solução para “disciplinar” o país.
    Em seguida, explico que estes atletas não estão submetidos a esta disciplina militar.
    Muitos moram fora do país.
    Mas que isso não tira o mérito do apoio da Forças Armadas, nem desmerece sua participação no resultado. Capici?"

    #7VerfasserCARIOCA (324416) 20 Aug. 16, 14:01
    Kommentar
    Novamente, dou a palavra ao Mentor Neto com seus pensamentos sobre a conclusão dos Jogos Olímpicos.
    Vocês me desculpem a pieguice.
    Mas como eu sempre disse, essa é a minha página, e não preciso escolher o que escrevo.
    Coloco o sarcasmo habitual de lado.
    E confesso que estou com lágrimas nos olhos com o fim das Olimpíadas.
    Não pelos esportes ou pelas medalhas que os atletas brasileiros conquistaram ou pelas que deixamos de ganhar.
    Quem diria.
    No Rio isso não foi tão importante.
    Não quero tirar o mérito de ninguém, longe disso.
    Parabéns a todos os que ganharam ou perderam.
    Mas não é isso o que mais emociona.
    O que me deixa triste é que acabou um momento único na história da gente.
    Porque uma Olimpíada entra para a história do país que a hospeda.
    É assim no mundo todo.
    Mas aqui...ah, aqui é diferente.
    Porque diferente de uma superpotência, a gente precisava tanto disso.
    Precisávamos tanto de uma mágica qualquer que nos unisse de novo.
    O que me quebra é o que aconteceu com o Brasil nessas últimas semanas.
    Depois de dois, quase três anos de crise, por algumas semanas a gente foi um só brasileiro de novo.
    O Rio de Janeiro, os organizadores, os voluntários e principalmente a torcida, uniram a gente de novo.
    E ajudaram a mostrar para o mundo que a gente não é um governo, uma crise, uma moeda ou a capa da The Economist.
    Não somos um escândalo ou um impeachment.
    Nós estamos em crise. Estamos sofrendo.
    Mas a gente, de verdade, é isso aí com todas as nossas idiossincrasias.
    Um povo que grita "uh, vai morrer" torcendo contra um atleta, apenas porque é engraçado ou porque não faz ideia de como torcer no salto com vara.
    E não sabe porque ninguém jamais ensinou.
    Um povo que torce para o juiz no boxe, não porque despreza os outros atletas, mas só porque é divertido.
    A gente quer comida, diversão e arte.
    A gente quer inteiro e não pela metade.
    Um povo que apesar do evidente sofrimento e da incrível condição de miséria imposta pelos nossos políticos corruptos, arrancou das vísceras a dignidade para fazer uma festa maravilhosa para o mundo todo ver.
    Não porque quer provar que é uma superpotência.
    Mas porque quer mostrar pro mundo que a gente se supera.
    Por algumas semanas tiramos férias de nossa realidade.
    Muita gente vai dizer que isso é circo.
    Muitos cínicos vão dizer que isso "não engana".
    Mas enganados estão eles.
    Hoje cada brasileiro deveria postar um "obrigado" para o Rio de Janeiro e para os cariocas.
    Não porque a Olimpíada seja deles.
    Mas porque foi lá que a gente voltou a ser um pouquinho o que a gente estava quase esquecendo o que é de verdade.
    É só isso.
    Um monte de pieguices.
    Só que hoje vou dormir feliz.
    Amanhã?
    Amanhã segue o enterro.
    #8VerfasserCARIOCA (324416) 22 Aug. 16, 14:56
    Kommentar
    Forget those scare stories from Rio... sport triumphed! The last 14 days have brought us a festival of magic and emotion
    ...
    So let’s draw a veil over all those scare stories shall we? They didn’t triumph in the end, anyway. The men and women who competed here, the people who can now go home and say they are Olympians, they triumphed. Sport triumphed.

    #9VerfasserCARIOCA (324416) 22 Aug. 16, 15:10
    Kommentar
    Ich war gerade in England, Presse und TV sind vor allem so begeistert weil die Briten im Medaillenspiegel weit oben gelandet sind. Vielleicht haben sie von den Spielen in London etwas Euphorie bis heute getragen, oder in der Stimmungswelle nach dem Brexit-Referendum.
    #10Verfasserunnaix (769252) 24 Aug. 16, 11:54
     
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  
 
 
  • Pinyin
     
  • Tastatur
     
  • Sonderzeichen
     
  • Lautschrift
     
 
:-) automatisch zu 🙂 umgewandelt