Publicidade
LEO

Parece que você está usando um bloqueador de publicidade.

Você quer apoiar o LEO?

Desative o bloqueador de publicidade ou faça uma doação!

 
  •  
  • Home

    Países e costumes

    Die Deutsche versus die Brasilianerin...

    Assunto

    Die Deutsche versus die Brasilianerin...

    Comentário
    Das habe ich gestern auf FB gelesen und zeigt ein Flagranti der Kluft zwischen zwei Auffassungen auf. Dilma und Lula reisten - nicht nur während der Zeit als Regierungschefs - immer mit dem allergrößten Luxus.

    Presenciei uma cena incrível. No aeroporto de Roma, esperando meu voo, vi uma senhora entrar, acompanhada de dois senhores. Achei que a conhecia, mas não dei importância ao fato. Ela foi à fila do caixa de uma cafeteria e voltou, sozinha, com um capuchino e um brioche. Sentou, tirou o PC da bolsa e começou a teclar, enquanto lanchava.
    Uma cena absolutamente normal, até que algumas pessoas a reconheceram e pediram para tirar fotos.
    Quem era ela? Angela Merkel. Viajando sozinha, comendo na praça de alimentação, sem cortejo, pompa ou qualquer salamaleque. Apenas acompanhada de dois senhores, que sentaram-se com ela e foram pedir seus próprios lanches.
    Vocês conseguem imaginar a louca que queria estocar vento numa cena assim, enquanto presidente?
    Nossa ex presidente viajava rodeada de uma corte de muitas pessoas, deputados, senadores e assessores. Cinquenta pessoas ou mais. E hospedava-se, com toda a pompa, nos hotéis mais caros, mesmo em capitais onde o Brasil tem belas e caras embaixadas. Viajava no avião presidencial.
    Já Angela Merkel esperava, como todos nós, um voo de carreira.
    O Brasil é desanimador. Nossos governantes e a burocracia do judiciário comportam-se como nobres das cortes dos Luizes da França, enquanto o povo não tem serviço público de qualidade, educação, justiça, para falar o mínimo.
    Já Angela Merkel viaja sozinha e vai comer na praça de alimentação. Mas é a governante mais importante da Europa.
    Dá até vontade de pensar se a solução não seria uma revolução à francesa, para acabar com esse absurdo revoltante que é o comportamento dos burocratas do estado brasileiro.
    É triste, muito triste.
    Autor(a) CARIOCA (324416) 26 Jun. 17, 13:49
    Comentário
    Ja, so ist (ißt) sie, unsere Pastorentochter ...
    #1Autor(a) no me bré (700807) 26 Jun. 17, 18:00
     
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  
 
 
 
 
  automatisch zu   umgewandelt