Publicidade
LEO

Parece que você está usando um bloqueador de publicidade.

Você quer apoiar o LEO?

Desative o bloqueador de publicidade ou faça uma doação!

 
  •  
  • Home

    Laboratório de línguas

    Tipps zu den Bindestrichregeln

    Assunto

    Tipps zu den Bindestrichregeln

    Comentário

    Nachdem der Link auf meinem Beitrag

    Siehe auch: Regeln über den Bindestrich auf Portugiesisch!

    verschwunden ist, habe ich diese Tipps zu den Bindestrichregeln gefunden:

     

    http://g1.globo.com/educacao/blog/dicas-de-po...

    Terça-feira, 16/09/2014, às 14:00, por Sérgio NogueiraDicas sobre como usar hífen: o MINI está de volta

    Hier das Wesentliche:



    Hoje em dia, oficialmente, vale o que foi proposto no novo acordo ortográfico. No caso do elemento MINI, a regra é uma só: só devemos usar o hífen se a palavra seguinte começar por H ou VOGAL IGUAL: mini-hotel, mini-hospício, mini-internato. Nos demais casos, devemos escrever “sempre junto” (sem hífen). Assim sendo, o correto é minidicionário, minirreforma, minissaia e minimercado.

    Uso do hífen em palavras DERIVADAS (prefixo + palavra)


    A) Prefixos monossílabos – sem hífen:

    anormal, bicampeão, compaixão, discordar, desumano, externar, exportar, infeliz, ilegal, irreal, preestabelecer, proativo, pospor, refazer, reaver, reerguer, reeleição...

    CUIDADOS:

    a) Prefixo CO: agora é sempre sem hífen: comandante, copiloto, coordenar, cofundador, cotangente, cosseno, corresponsável, coabitante...

    b) Prefixo SUB: maioria sem hífen: subchefe, subdelegado, subeditor, subitem, subsíndico...

    COM HÍFEN:

    1. ex (anterior, quem não é mais): ex-deputado, ex-marido, ex-funcionário;

    2. pré (tônico): pré-candidato, pré-datado, pré-estreia, pré-natal;

    3. pró (tônico): pró-aborto, pró-governo, pró-candidatura;

    4. pós (tônico): pós-moderno, pós-graduação, pós-meridiano;

    5. pan (somente antes de H, M, N e vogais): pan-americano, pan-helênico, pan-mágico, pan-negritude;

    6. sub (somente antes de B, R e H): sub-base, sub-reino, sub-raça, sub-humano, sub-hepático (são aceitáveis as formas subumano e subepático).

    7. sem (somente quando usados como substantivos ou adjetivos): sem-terra, sem-teto, sem-número, sem-vergonha...


    B) Prefixos com duas ou mais sílabas:

    1. Terminados em vogal: ante, anti, arqui, auto, contra, extra, infra, intra, maxi, mini, macro, micro, mega, neo, proto, pseudo, semi, sobre, supra, ultra, tele...

    a) Normalmente sem hífen: antebraço, antessala, antirracista, arquirrival, autoanálise, extraoficial, infraestrutura, intrauterino, minirreforma, minissérie, megaevento, pseudoartista, seminovos, sobreloja, suprarrenal, televendas, telessexo...

    b) Com HÍFEN (somente antes de H e vogal igual): anti-imperialista, arqui-inimigo, auto-hipnose, contra-ataque, infra-hepático, mini-hospital, micro-ondas, semi-interno, sobre-erguer...


    Resumindo: segundo o novo acordo ortográfico, a regra agora é: com prefixos ou falsos prefixos, de origem grega ou latina, com duas sílabas e terminadas em vogal, o hífen só deve ser usado se o segundo elemento começar dor H ou VOGAL IGUAL.


    2. Terminados R: hiper, inter e super

    a) Normalmente sem hífen: hipermercado, hipertensão, intermunicipal, interestadual, supermercado, superaquecido...

    b) Com HÍFEN (somente antes de H e R): hiper-resistente, inter-regional, super-homem...


    3. Prefixo CIRCUM:

    Com HÍFEN somente se a palavra seguinte começa por H, M, N ou VOGAL: circum-hospitalar, circum-murado, circum-navegação, circum-escolar, mas circunferência, circumpolar...


    4. Prefixos ALÉM, AQUÉM, RECÉM e VICE:

    Sempre com HÍFEN: além-túmulo, aquém-fronteiras, recém-nomeado, recém-casado, vice-diretor, vice-campeão, vice-versa...

    Autor(a) CARIOCA (324416) 14 Jan. 19, 00:21
    Comentário

    Noch ein Ausschnitt aus dem bereits oben zitierten Artikel :


    ... Outro problema é o hífen, que é uma eterna dor de cabeça.

    Alguns autores chegam a propor o fim do hífen. Poderíamos abolir o hífen assim como fez a língua espanhola. Palavras compostas por elementos que tem vida própria, palavras que existem isoladamente, seriam escritas sempre separadas e sem hífen: “fora da lei”, “cirurgião dentista”, “capitão aviador”, “sócio fundador”, “gerente geral”, “bomba relógio”... Com prefixos ou elementos que não existem isoladamente, escreveríamos sempre “junto”, sem hífen: “autoescola”, “contraataque”, “superomem”...

    #1Autor(a) no me bré (700807) 14 Jan. 19, 13:29
     
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  
 
 
 
 
  automatisch zu   umgewandelt