Publicidade
LEO

Parece que você está usando um bloqueador de publicidade.

Você quer apoiar o LEO?

Desative o bloqueador de publicidade ou faça uma doação!

 
  •  
  • Home

    Países e costumes

    Dia dos namorados no Brasil

    Assunto

    Dia dos namorados no Brasil

    Comentário

    O Dia dos Namorados no Brasil é comemorado em 12 de junho, véspera do Dia de Santo Antônio (o santo casamenteiro, para quem não sabe).


    Não acho Valentinstag uma tradução satisfatória* como está aqui no nosso WöBu e ficaria grata por sugestões. Tag der Liebespaare? Tag der Verliebten?.... (*São Valentim é em fevereiro, já estamos em junho e não veneramos este santo).


    A data no mundo

    Bom na maioria dos países comemora o dia reservado ao amor em 14 de fevereiro, Dia de São Valentim. A origem da data é antiquíssima, vem do tempo dos Romanos.

    Mas, como você já percebeu, não vale para todos os países. Na Colômbia o chamado Día del Amor aontece a cada terceiro sábado de setembro e no Japão os casais trocam presentes no Dia Branco, 14 de março.

    O Dia dos Namorados no Brasil

    Assim como o Dia das Mães e outras datas de nosso calendário de comemorações o Dia dos Namorados foi criado como uma campanha de marketing.

    Em 1949 o marketeiro baiano João Agripino da Costa Doria Neto foi contratado pela loja A Exposição Cliper para aumentar as vendas no meio do ano.

    João Agripino, que já havia estado nos Estados Unidos e visto como o Valentine’s day movimentava o comércio por lá, resolveu ajustar o calendário juntou a celebração romântica ao santo famoso como casamenteiro.

    Foi assim que o 12 de junho se tornou o Dia dos Namorados no Brasil, com a campanha que repetia “não é só com beijos que se prova o amor”.

    Os apaixonados entenderam a mensagem: passando a trocar cartões, flores, chocolates e presentes de todos os tipos.

    O resultado foi tão bom que João Agripino ganhou o prêmio de agência do ano. E aí vai mais uma curiosidade: ele era pai de João Dória, que governou o estado de São Paulo.

    E Santo Antonio com isso?

    Bom, Santo Antonio nasceu em Lisboa e foi batizado Fernando. Só mais tarde adotou o nome de Antonio, tendo ido depois viver em Pádua, na Itália.

    Vem daí a imesa confusão: mas é o Santo Antonio de Lisboa ou o de Pádua?

    Trata-se do mesmo personagem, também conhecido apenas como Santo Antonio.

    Existem muitas lendas e narrativas acerca de seus poderes como casamenteiro. Ao longo dos séculos foi crescendo a fé da população e há registros de milhares de casais que ficaram juntos graças à uma forcinha do carismático Santo Antonio.

    Festas juninas

    E é também preciso lembrar que o marketeiro era nordestino — e, por lá, as Festas Juninas tem muita força na cultura popular.

    Lembrando que no mês de junho se comemora os dias de Santo Antonio, São João e São Pedro respectivamente nos dias 13, 24 e 29 de junho. (Festas juninas, muito importantes para os brasileiros)

    https://www.closernews.com.br/curiosidades/08...

    Autor(a)CARIOCA (324416) 12 Jun. 22, 13:48
    Comentário

    Um texto muito bonitinho sobre a véspera do dia dos namorados, escrito por uma grande amiga! 🌹


    Desde q me veio a imagem de meia sem o par, passei a usá-las descasadas. Formo novos pares. São cores e estampas diferentes, mas podem caminhar juntas. Uma meia de cada tipo, mas companheiras no serviço de aquecer pés aflitos por um aconchego. Sinto muito frio nos pés, por isso dou atenção especial às meias e ao mistério dos desaparecimentos de uma delas, assim de dentro da máquina lavar ou da gaveta. Fato é q pares se desfazem. Às vezes vc já desistiu da procura qdo surge do nada a parte perdida - e aí vc não consegue achar mais a q ficou esperando. São desencontros. As meias não choram. Aceitam q o outro sumiu. Ok. Partem em busca de pés mais criativos, pés que aceitem ser diferente um do outro. Ou ainda se transformam em bolas, junto a outras descasadas, e brincam, felizes, com cães gatos crianças. Outros pares vivem eternamente juntos, ficam velhinhos e não se largam. Se furam aqui, lá vem um cerzido dar jeito. Se laceiam, passam para o turno da noite. O q me leva a crer que par ou ímpar todos temos motivos de sobra pra comemorar. Por isso, antes da avalanche de pares felizes q desmoronarão sobre nós amanhã, proponho q hoje comemoremos o dia dos desnamorados. Porque, acredite ou não, temos uma boa vida e a deliciosa certeza q existe amor entre pés desencontrados. E quem disse q não vamos encontrar nosso par? Bom dia pra todos, todos os dias.

    De Regina Valadares


    #1Autor(a)CARIOCA (324416) 12 Jun. 22, 13:52
     
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  
 
 
  • Pinyin
     
  • teclado
     
  • Caracteres
     
  • Transcrição fonética
     
 
 
:-) automatisch zu 🙂 umgewandelt